Eleições Legislativas 2011

Junho 17 2011

Estavam inscritos 9.624.354 eleitores e votaram 5.585.254, o que corresponde a uma taxa de abstenção de 41,97 por cento.

 

O PSD venceu as eleições legislativas portuguesas de 05 de junho com 38,66 por cento dos votos, correspondente a 2.159.181 votos, elegendo 108 deputados, de acordo com o mapa oficial dos resultados, divulgado nesta sexta-feira (17) pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).

O PS obteve 1.566.347 votos, que correspondem a 28,04 por cento e a 74 mandatos.

O CDS-PP conquistou 11,71 por cento dos votos, alcançando 653.888 votos e elegendo 24 deputados.

O PCP obteve 441.147 votos, correspondentes a 7,90 por cento, e elegeu 16 deputados.

O Bloco de Esquerda teve 288.923 votos (5,17 por cento), obtendo oito mandatos na Assembleia da República.

Estavam inscritos 9.624.354 eleitores e votaram 5.585.254, o que corresponde a uma taxa de abstenção de 41,97 por cento.

Registaram-se 148.638 votos brancos (2,66 por cento) e 79.399 nulos (1,42 por cento).

Somando os votos do PSD e CDS, a direita portuguesa obteve maioria absoluta na Assembleia da República, na XII legislatura, com um total de 132 deputados.

fonte:http://www.portugaldigital.com.br/

publicado por adm às 23:47

Junho 05 2011

Previsão da Eurosondagem aponta para vitória de 38,3% a 42,5% do partido liderado por Pedro Passos Coelho.

 

 

O PSD esmagou o PS nestas eleições legislativas. O partido encabeçado por Pedro Passos Coelho contou com 38,3% a 42,5% dos votos, contra 25,5% e 29,7% do PS, segundo a previsão da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença. 

O CDS-PP continua como a terceira força política, com 11,1% a 13,9% dos votos. O PCP conta com 6,8% a 9%, enquanto o BE fica com 4,5% e 6,7%. 

A abstenção terá ficado entre os 39,3% e os 43,7%, batendo o recorde das última seleições legislativas.

fonte:http://aeiou.expresso.pt/

publicado por adm às 20:00

Junho 05 2011

Segundo as primeiras projecções das televisões, Passos Coelho será o novo Primeiro Ministro de Portugal.

 

As sondagens feitas à boca das urnas para RTP, SIC e TVI dão a vitória eleitoral ao PSD sem maioria eleitoral. Segundo as projecções, essa maioria poderá ser alcançada com os votos do PSD juntos com os do CDS. O PSD poderá obter entre 37 e 42,5 por cento; o PS, entre 24,4 e 30 por cento; e o CDS entre 10,1 e 13,7 por cento.

 

Universidade Católica/RTP
PSD – 37%-42%
PS – 26%-30%
CDS – 11%-14%
CDU – 7%-9%
BE – 5%-7%

Eurosondagem/SIC
PSD – 38,3%-42,5%
PS – 25,5%-29,7%
CDS – 11,1%-13,9%
CDU – 6,8%-9%
BE – 4,5%-6,7%

Intercampus/TVI
PSD – 37,7%-42,5%
PS – 24,4%-28,8%
CDS – 10,1%-13,7%
CDU – 6,2%-9,4%
BE – 3,8%-7%

 

fonte:http://www.publico.pt/

publicado por adm às 19:57

Junho 03 2011

Sociais-democratas chegam ao fim da série de dez estudos da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença a liderar as intenções voto. 

 

O PSD continua hoje, último dia da campanha eleitoral, à frente nas intenções de voto, com 4,5% de vantagem sobre o PS.

 

Nos dez estudos contínuos divulgados nas últimas duas semanas, os sociais-democratas lideraram sempre as intenções de voto, com a vantagem a oscilar entre os 0,5%, no primeiro dia, e os 4,8%, na última quinta-feira.

Os socialistas acabam a campanha ligeiramente acima dos 30 por cento, enquanto o CDS se fixa nos 13% das intenções de voto.

A seguir aparecem CDU e Bloco de Esquerda. Ao longo destas duas semanas, as posições relativas dos partidos nunca se alteraram.

 

Ficha técnica

 

Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem, S.A. no dia 02/06/2011 para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, com o objectivo de conhecer a intenção de voto.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando em lares com telefone da rede fixa.

A amostra foi estratificada por Região (Norte - 19,8%; A.M. do Porto - 13,1%; Centro - 31,3%; A.M. de Lisboa - 26,2%; Sul - 9,6%), e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária, de onde resultou Feminino (51,9%), Masculino (48,1%) e 18/30 anos (18,1%), 31/59 anos (50,2%) e 60 anos ou mais (31,7%), num total de 520 entrevistas telefónicas validadas, dado que 202 (28,0%) das 722 tentativas efectuadas não aceitaram colaborar ou responderam não ir votar.

O resultado projectado da intenção de voto, é calculado mediante um exercício meramente matemático, presumindo que os 19,2% respondentes "Ns/Nr" se abstêm e resulta da seguinte média: Dia 30/05 - 10%, dia 31/05 - 20%, dia 01/06 - 30%, dia 02/06 - 40%.

O erro máximo da Amostra deste Estudo é de 4,30 %, para um grau de probabilidade de 95,0%.

Os resultados ponderados que estão expressos neste Estudo de Opinião, resultam de uma média dos últimos quatro estudos, que totalizam 2.052 entrevistas validadas, com a margem de erro de 2,16%.

Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na ERC.

fonte:http://aeiou.expresso.pt/psd-confirma-lideranca-na-ultima-sondagem=f653419

publicado por adm às 23:14

Junho 02 2011

 

 

O PSD chega ao penúltimo dia da campanha eleitoral com 36,5% da preferência dos votos dos portugueses, contra 31,1% do PS e com a possibilidade de obter uma maioria parlamentar com o CDS-PP, segundo uma sondagem da Intercampus para o PÚBLICO, TVI e Rádio Comercial.

 

Esta sondagem, realizada entre os dias 28 de Maio e 1 de Junho e utilizando a técnica de simulação de voto em urna, dá uma vantagem de 5,4 pontos percentuais ao PSD sobre o PS.

O CDS chega aos 11,6% e os votos dos sociais-democratas e dos populares juntos somam 48,1%, encontrando-se claramente dentro da possibilidade de, unidos, obterem uma maioria parlamentar.

Segundo esta sondagem da Intercampus, a CDU (PCP e Os Verdes) recuperaria o lugar de quarta força parlamentar, com 7,4% das preferências, contra 6,0% do BE.

Os votos juntos da esquerda (PS, CDU e BE) ficam nos 44,5%, abaixo dos da direita unida.

Os que votariam em outros partidos somam 3,6% e os brancos e nulos, 3,7%. Já os que responderam não saber em quem votar representam 9,5% de todos os entrevistados e os que disseram que não vão votar são 9,2%.

Ficha Técnica

Sondagem realizada pela INTERCAMPUS para a TVI/Público, com o objectivo de conhecer a intenção de voto da população portuguesa recenseada. O universo é constituído pela população portuguesa recenseada, residente em Portugal Continental. A informação foi recolhida através de entrevista directa e pessoal (F2F), com base em questionário estruturado e elaborado pela INTERCAMPUS, utilizando a técnica de simulação de voto em urna. A amostra de 1026 indivíduos foi seleccionada através do método de quotas, a partir de uma matriz de estratificação que considerou as variáveis sexo, idade e região. A distribuição geográfica dos inquiridos é: Norte Litoral, 193 (18,8%); Grande Porto, 132 (12,9%); Interior, 156 (15,2%); Centro Litoral, 165 (16,1%); Grande Lisboa, 280 (27,3%): Alentejo, 57 (5,6%); Algarve, 43 (4,2%). A selecção dos lares foi efectuada aleatoriamente, utilizando-se o método de random route. A selecção dos entrevistados, um em cada lar, foi efectuada tendo em consideração as variáveis: sexo, idade, ocupação profissional (mulheres) e nível de instrução (homens). Os votos brancos e nulos são 3,7%; “não sabe”, 9,5% e os que responderam “não vou votar” 9,2%. O erro de amostragem deste estudo, para um intervalo de confiança de 95%, é de ± 3.06%. A taxa de resposta obtida neste estudo é de 56,8%. Período da recolha da informação: de 28 de Maio a 1 de Junho. Equipa: estiveram envolvidos 46 entrevistadores, devidamente treinados para o efeito, sob a supervisão directa dos técnicos responsáveis pelo estudo. 

publicado por adm às 21:51

Junho 02 2011

Penúltima das sondagens da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença volta a dar o alargamento da vantagem do PSD sobre o PS.

 

 

A três dias do final da campanha eleitoral, Passos Coelho vê o PSD alargar novamente a diferença nas intenções de voto para o PS, que é agora de 4,8%.

Os socialistas descem, enquanto os sociais-democratas são o único partido analisado a crescer nas intenções de voto dos portugueses.

A direita consegue somada 48,9%, contra os 44,8% dos partidos mais à esquerda.


Ficha técnica

Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem, S.A. no dia 01/06/2011 para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, com o objectivo de conhecer a intenção de voto.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando em lares com telefone da rede fixa.

A amostra foi estratificada por Região (Norte - 20,3%; A.M. do Porto - 14,0%; Centro - 29,0%; A.M. de Lisboa - 27,6%; Sul - 9,1%), e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária, de onde resultou Feminino (52,7%), Masculino (47,3%) e 18/30 anos (17,9%), 31/59 anos (50,7%) e 60 anos ou mais (31,4%), num total de 507 entrevistas telefónicas validadas, dado que 214 (29,7%) das 721 tentativas efectuadas não aceitaram colaborar ou responderam não ir votar.

O resultado projectado da intenção de voto, é calculado mediante um exercício meramente matemático, presumindo que os 18,9% respondentes "Ns/Nr" se abstêm e resulta da seguinte média: Dia 29/05 - 10%, dia 30/05 - 20%, dia 31/05 - 30%, dia 01/06 - 40%.

O erro máximo da Amostra deste Estudo é de 4,35 %, para um grau de probabilidade de 95,0%.

Os resultados ponderados que estão expressos neste Estudo de Opinião, resultam de uma média dos últimos quatro estudos, que totalizam 2.037 entrevistas validadas, com a margem de erro de 2,17%.

Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na ERC.

fonte:http://aeiou.expresso.pt/ad-com-maioria-absoluta=f653137


publicado por adm às 21:43

Maio 31 2011

Sétima sondagem diária da Eurosondagem mostra o acentuar da descolagem do PSD na liderança das intenções de voto.

 

 

 

 

A última semana de campanha tem sido amarga para os socialistas, no que a sondagens diz respeito.

Hoje, terça-feira, no sétimo de dez estudos da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, os socialistas, apesar de subirem uma décima nas intenções de voto face à véspera, veem o fosso face ao PSD aumentar, estando agora em 3,3 pontos percentuais.

O PSD de Pedro Passos Coelho é o único partido além do PS a subir, mas é claramente o que mais beneficia, pois a subida diária de oito décimas já lhe dá uma vantagem clara sobre o PS.

A direita, com PSD e CDS somados, continua confortavelmente dentro da margem para poder obter uma maioria absoluta e, assim, formar a terceira AD da história da democracia portuguesa.

 

Ficha técnica

 

Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem, S.A. no dia 30/05/2011 para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, com o objectivo de conhecer a intenção de voto.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando em lares com telefone da rede fixa.

A amostra foi estratificada por Região (Norte -20,5%; A.M. do Porto - 13,4%; Centro - 32,4%; A.M. de Lisboa - 24,7%; Sul - 9,0%), e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária, de onde resultou Feminino (54,8%), Masculino (45,2%) e 18/30 anos (19,7%), 31/59 anos (46,4%) e 60 anos ou mais (33,9%), num total de 522 entrevistas telefónicas validadas, dado que 213 (29,0%) das 735 tentativas efectuadas não aceitaram colaborar ou responderam não ir votar.

O resultado projectado da intenção de voto, é calculado mediante um exercício meramente matemático, presumindo que os 22,0% respondentes "Ns/Nr" se abstêm e resulta da seguinte média: Dia 26/05 - 10%, dia 27/05 - 20%, dia 29/05 - 30%, dia 30/05 - 40%.

O erro máximo da Amostra deste Estudo é de 4,29 %, para um grau de probabilidade de 95,0%.

Os resultados ponderados que estão expressos neste Estudo de Opinião, resultam de uma média dos últimos quatro estudos, que totalizam 2.059 entrevistas validadas, com a margem de erro de 2,16%.

Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na ERC.

fonte:http://aeiou.expresso.pt/ps-cada-vez-mais-perto-da-oposicao=f652540

publicado por adm às 20:55

Maio 30 2011

Sociais-democratas entram na segunda semana de campanha com a maior vantagem sobre os socialistas desde o início oficial da campanha eleitoral.

 

 

 

 

O PSD de Pedro Passos Coelho é o único partido a subir nas intenções de voto, revela hoje a sexta sondagem do estudo contínuo de dez da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença.

 

Os sociais-democratas sobem um ponto percentual e chegam aos 34,7%, conseguindo 2,6 pontos de vantagem sobre o PS. Os restantes partidos descem todos: 0,3 o PS e o CDS, 0,1 a CDU e o Bloco de Esquerda.

Sociais-democratas e populares têm somados 47,6% das intenções de voto, dentro da margem para obterem a maioria absoluta de deputados no Parlamento.

Há ainda duas notas impportantes a reter nesta sondagem: pela primeira vez o PSD tem uma vantagem sobre o PS superior à margem de erro técnica - que é de 2,1 por cento, contra os 2,6 de vantagem dos sociais-democratas sobre os socialistas; e a segunda para dizer que o número de indecisos baixou para 22,2 (os que não sabem ou não respondem quando inquiridos).

 

Ficha técnica

 

Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem, S.A. no dia 29/05/2011 para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, com o objectivo de conhecer a intenção de voto.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando em lares com telefone da rede fixa.

A amostra foi estratificada por Região (Norte -19,0%; A.M. do Porto - 13,7%; Centro - 32,9%; A.M. de Lisboa - 25,7%; Sul - 8,7%), e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária, de onde resultou Feminino (53,5%), Masculino (46,5%) e 18/30 anos (18,2%), 31/59 anos (51,1%) e 60 anos ou mais (30,7%), num total de 505 entrevistas telefónicas validadas, dado que 228 (31,1%) das 733 tentativas efectuadas não aceitaram colaborar ou responderam não ir votar.

O resultado projectado da intenção de voto, é calculado mediante um exercício meramente matemático, presumindo que os 21,8% respondentes "Ns/Nr" se abstêm e resulta da seguinte média: Dia 25/05 - 10%, dia 26/05 - 20%, dia 27/05 - 30%, dia 29/05 - 40%.

O erro máximo da Amostra é de 4,36 %, para um grau de probabilidade de 95,0%.

Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na ERC.

fonte:http://aeiou.expresso.pt/psd-aumenta-vantagem-sobre-o-ps=f652274

 

publicado por adm às 21:36

Maio 29 2011

 

 

 

sondagem diária da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, a quinta de dez até ao final da campanha, continua a mostrar uma vantagem ligeira do PSD face ao PS

 

 

A vantagem do partido de Passos Coelho está pouco acima de um ponto percentual, e hoje desceu três décimas face à vespera (fruto da polémica do aborto?). Mas a tendência de vantagem dos sociais-democratas parece consolidar-se. Em cinco dias, e com cinco estudos diários, a liderança nunca chegou aos dois pontos percentuais. Mas também nunca baixou de meio ponto. Passos está à frente por uma unha negra. Mas está sempre à frente. E nas eleições, estar à frente é estar mais perto de as ganhar. E cada dia é menos um dia até ao veredito dos eleitores.

 

Os dois partidos não atingem no entanto scores muito elevados, nem sequer chegando aos 35% nas intenções de voto (a última vez que em Portugal alguém ganhou eleições legislativas com um score tão baixo foi Cavaco Silva em 1985), estando portanto a léguas de uma maioria absoluta.

Para essa maioria no Parlamento, o CDS de Paulo Portas aparece como verdadeiramente decisivo. Isto é, quem ganhar as eleições terá mesmo de reservar umas cadeiras no Conselho de Ministros para Paulo Portas e os seus lugares tenente.

Mais atrás estão os dois partidos de esquerda, PCP e Bloco de Esquerda. Os comunistas não têm um score espetacular mas podem sorrir pois estão a uma semana de recuperar o lugar de quarta força política em Portugal... e desalojar o Bloco.

A força de Francisco Louçã está a revelar-se uma das grandes desilusões de 2011. E a perspetiva de perder cerca de metade da sua bancada no Parlamento é seguramente traumática para um partido que tem vindo sempre a crescer desde que em 1999 se apresentou pela primeira vez a votos.

E A SEGUNDA SEMANA?

 

Perante estes dados, vamos ter uma semana final de campanha empolgante como há muito seguramente não se via. Ninguém que está um ponto do líder vende facilmente a derrota e os socialistas já provaram ser uma máquina política e eleitoral temível. A troca de argumentos, mas também de acusações, vai seguramente subir de tom (se esperava um debate sobre matérias da governação, como o programa da troika, para os próximos dias, o melhor é esquecer).

Apesar do suspense, tudo aponta, e nesta altura a cristalização do voto dos eleitores começa a sentir-se com mais vigor, para que Passos Coelho possa vir a ser o próximo primeiro-ministro de Portugal, sendo José Sócrates o primeiro chefe de governo eleito a ser derrotado nas urnas. Depois de vergar Santana, Marques Mendes, Menezes e Ferreira Leite, Sócrates pode estar a oito dias de perder as eleições face ao líder do PSD com menor experiência governativa (no caso e Passos é mesmo nenhuma...) que apanhou pela frente.

 

Ficha técnica

 

Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem, S.A. no dia 27/05/2011 para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, com o objectivo de conhecer a intenção de voto.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando em lares com telefone da rede fixa.

A amostra foi estratificada por Região (Norte -21,3%; A.M. do Porto - 14,8%; Centro - 29,2%; A.M. de Lisboa - 25,3%; Sul - 9,4%), e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária, de onde resultou Feminino (51,6%), Masculino (48,4%) e 18/30 anos (19,8%), 31/59 anos (45,7%) e 60 anos ou mais (34,5%), num total de 521 entrevistas telefónicas validadas, dado que 215 (29,2%) das 736 tentativas efectuadas não aceitaram colaborar ou responderam não ir votar.

O resultado projectado da intenção de voto, é calculado mediante um exercício meramente matemático, presumindo que os 21,3% respondentes "Ns/Nr" se abstêm e resulta da seguinte média: Dia 24/05 - 10%, dia 25/05 - 20%, dia 26/05 - 30%, dia 27/05 - 40%. O erro máximo da Amostra é de 4,29 %, para um grau de probabilidade de 95,0%.

Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na ERC.

fonte:http://aeiou.expresso.pt/a-ultima-semana-mais-renhida-em-decadas=f651887

publicado por adm às 10:48

Maio 27 2011

 

 

Ao quarto dia de sondagem, os sociais-democratas voltam a alargar a vantagem sobre o PS. E uma maioria de deputados à direita está mais perto

O quarto de dez estudos diários realizados pela Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença revela uma ligeira subida do PSD e do CDS. Por outro lado, os socialistas não evitam nova descida nas intenções de voto e ficam mais longe do sonho de conseguirem vencer as eleições e continuar no governo. Pela primeira vez nesta série de estudos diários contínuos, hoje é feita uma conversão de votos em mandatos. Isso permite ver que apesar da escassa diferença entre os partidos mais à esquerda (PS, PCP e BE) e os mais à direita (PSD e CDS) em termos de intenção de voto, quando se trata de contabilizar os deputados que isso significa no Parlamento, a conclusão é só uma: sociais-democratas e populares estão a uma unha negra de conseguirem uma maioria absoluta no Parlamento.

 

FICHA TÉCNICA

Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem, S.A. no dia 26/05/2011 para o Expresso, SIC e Rádio Renascença, com o objectivo de conhecer a intenção de voto.O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando em lares com telefone da rede fixa.A amostra foi estratificada por Região (Norte -19,6%; A.M. do Porto - 13,5%; Centro - 31,9%; A.M. de Lisboa - 25,6%; Sul - 9,4%), e aleatória no que concerne ao Sexo e Faixa Etária, de onde resultou Feminino (51,1%), Masculino (48,9%) e 18/30 anos (19,4%), 31/59 anos (48,3%) e 60 anos ou mais (32,3%), num total de 511 entrevistas telefónicas validadas, dado que 221 (30,2%) das 732 tentativas efectuadas não aceitaram colaborar ou responderam não ir votar.O resultado projectado da intenção de voto, é calculado mediante um exercício meramente matemático, presumindo que os 23,9% respondentes "Ns/Nr" se abstêm e resulta da seguinte média: Dia 23/05 - 10%, dia 24/05 - 20%, dia 25/05 - 30%, dia 26/05 - 40%. O erro máximo da Amostra é de 4,34 %, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na ERC.

fonte:http://aeiou.expresso.pt/psd-a-frente-com-maioria-de-direita=f651745

publicado por adm às 21:49

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats