Eleições Legislativas 2011

Maio 22 2011

Campanha eleitoral arranca oficialmente hoje e prolonga-se por 13 dias

A campanha eleitoral para as legislativas antecipadas de 5 de Junho arranca oficialmente este domingo e prolonga-se por 13 dias, apesar dos líderes dos principais partidos já andarem na estrada há várias semanas, escreve a Lusa.


Estas eleições serão históricas. Os partidos partem para a estrada sem que o eleitorado tenha dado um sinal claro sobre quem irá sentar-se em São Bento. Até ao momento, todas as sondagens indicam um empate técnico entre os dois maiores partidos. Sócrates ou Passos Coelho? Um deles vai governar, mas sem maioria absoluta o vencedor terá de avançar para coligações pós-eleitoriais. É por isso que a campanha eleitoral que arranca este fim-de-semana vai ser dura. É preciso conquistar votos para ganhar.

No total, dezassete forças políticas apresentaram listas, mas apenas nove partidos e uma coligação concorrem a todos os círculos eleitorais. Os portugueses vão assim eleger os 230 deputados que compõem a Assembleia da República, 47 eleitos pelo círculo de Lisboa e 39 pelo círculo do Porto. Coimbra elege menos um lugar, ganhando Faro mais um mandato.

Em relação a 2009, as cinco principais forças políticas mantêm os seus líderes, à excepção do PSD: Pedro Passos Coelho sucedeu entretanto a Manuela Ferreira Leite na presidência dos sociais-democratas. Assim, José Sócrates (PS) é novamente candidato a primeiro-ministro, tal como Paulo Portas (CDS-PP), Francisco Louçã (BE) e Jerónimo de Sousa (CDU).

Além dos cinco partidos com representação parlamentar, concorrem ao sufrágio PCTP-MRPP, Movimento Esperança Portugal (MEP), Movimento Partido da Terra (MPT), Partido Popular Monárquico (PPM), Partido Nacional Renovador (PNR), Partido Pelos Animais e Pela Natureza (PAN), Partido Trabalhista Português (PTP), Portugal Pró-Vida (PPV), Partido Democrático do Atlântico (PDA), Partido Nova Democracia (PND), Partido Humanista (PH) e o Partido Operário da Unidade Socialista (POUS).

Segundo os dados fornecidos em Abril pela Direcção Geral da Administração Interna à Comissão Nacional de Eleições para a elaboração do mapa de deputados a eleger, o número de eleitores é 9.621.076.

No entanto, os cadernos eleitorais só ficaram fechados no sábado, já que tanto os partidos como os eleitores tinham até essa data para apresentar reclamações.

fonte:http://www.tvi24.iol.pt/p

publicado por adm às 15:25
Tags:

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats