Eleições Legislativas 2011

Junho 04 2011

O chefe de Estado não poderia ser mais claro no apelo contra a abstenção. "Só quem vota poderá legitimamente exigir o melhor do próximo governo", defendeu este sábado, dia de reflexão, em véspera das eleições legislativas.

 

Numa comunicação ao País antes do jogo entre a Selecção Nacional e a Noruega, Cavaco Silva sublinhou o momento decisivo, crítico, e as razões acrescidas para se ir votar.
 
"Se abdicarem de votar, não têm depois autoridade para criticar as políticas públicas. Só quem vota poderá legitimamente exigir o melhor do próximo governo", avisou Cavaco Silva na tradicional mensagem em dia de reflexão.

O futuro Executivo terá a responsabilidade de "honrar os compromissos assumidos, que são de uma grande exigência", mas,  "ao contrário do que por vezes se diz", a acção governativa "não vai estar limitada ao cumprimento do memorando de entendimento que foi acordado com as instituições internacionais", argumentou o Presidente da República.

Para o efeito, voltou a elencar que é preciso acautelar a "justiça social", permitir condições de "crescimento económico" e combater o desemprego.

Nos apelos para que os portugueses exercem neste domingo o seu direito de voto, Cavaco deixou uma palavra, em particular, aos milhares de eleitores  desempregados e aos jovens.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/

publicado por adm às 22:12
Tags:

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats