Eleições Legislativas 2011

Junho 03 2011

Francisco Louçã acusou hoje a lentidão da justiça, referindo-se ao caso BPN, e frisou que o Bloco de Esquerda propõe a tributação de todas as transferências internacionais. Já que, disse, há “muito dinheiro português escondido em paraísos fiscais”.

 

O candidato respondia a um dos trabalhadores que o interpelou sobre o destino do dinheiro que envolve o caso BPN, na reunião que teve esta manhã à porta aberta, na empresa Metro do Porto.

“Há uma investigação na justiça que, como sabe, avança corajosamente a passo de caracol”, ironizou o candidato.

Louçã ouviu queixas de trabalhadores e dirigentes sindicais. Criticou o acordo com a troika internacional que, segundo Louçã, facilita os despedimentos e diminui os salários, mas prevê igualmente a privatização de empresas de transportes. E avançou que há alterações inscritas no memorando que violam a Constituição da República.

No final, Louçã, que viajou de metro até ao local, disse ainda que hoje, último dia de campanha, os seus adversários continuam a ser José Sócrates, Pedro Passos Coelho e Paulo Portas. E adiantou que nestas últimas horas vai apelar ao voto dos jovens e dos indecisos. Segundo o bloquista, são eles que devem dar uma resposta que evite o afundamento do país.

fonte:http://www.publico.pt/

publicado por adm às 13:58

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats