Eleições Legislativas 2011

Junho 02 2011

O ex-líder do PSD Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira à noite para dar o seu apoio inequívoco a Pedro Passos Coelho e pediu-lhe para que fale sempre verdade aos portugueses, que não ceda à lógica dos lobbies e escolha os melhores e mais honestos para o seu Governo.

 

Num comício que encheu a Praça da República, em Aveiro, Marcelo pediu ao candidato a primeiro-ministro para “não esquecer” os mais pobres e que “nunca promova clientelas, alimente conveniências ou permita negociatas”.

O ex-presidente apontou metas a Passos: que não se deixe “deslumbrar” pelo poder, que “resista à arrogância” e aos lobbies, nacionais e locais, e que não esqueça que “Portugal não é propriedade de quem manda e tem poder”. Conselhos por oposição ao perfil do actual primeiro-ministro.

O que muitos portugueses esperam é que, uma vez no Governo, “se rodeie dos mais capazes e dos mais honestos e que nunca promova clientelas, alimente conveniências ou permita negociatas”, sublinhou.

Sem nunca atirar directamente ao CDS de Paulo Portas, Rebelo de Sousa tratou, porém, de evidenciar as diferenças, quer com o PS quer o CDS. “Nós estamos à direita do socialismo colectivista e à esquerda do populismo conservador”, referiu, lançando um apelo ao voto dos indecisos que “já escolheram votar útil”, no PSD.

Em mais uma indirecta ao CDS de Portas, Marcelo lembrou que o PSD foi sempre a favor da Europa e nunca teve uma posição europeia “ano sim, ano não”. “Não contem connosco para sair da Euro, da Europa, para converter Portugal numa nova Âlbania da Europa. Somos o partido que melhores condições tem para executar o programa para salvar Portugal”, afirmou.

fonte:http://www.publico.pt/P

publicado por adm às 13:37

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats