Eleições Legislativas 2011

Maio 30 2011

líder comunista defendeu um "grande debate interno" sobre a permanência de Portugal noeuro.

 

Jerónimo de Sousa acha que a eventual saída de Portugal do euro não deve ser "uma questão tabu" ou um dossier "fechado ad eternum". O líder comunista, que falava numa sessão de convívio com trabalhadores das oficinas da Câmara de Santiago do Cacém, defendeu um "grande debate interno" sobre esta questão que, em última análise, deve ser decidida "pelo povo".

 

Em resposta às perguntas dos jornalistas, Jerrónimo de Sousa saiu um pouco do guião habitual nesta campanha eleitoral e referiu-se a cenários possíveis do pós acordo FMI. Considerando que "Portugal não pode ser pisado" e que as autoridades europeias "não podem expulsar-nos depois de nos roerem a carne e de nos quererem roer os ossos", o líder do PCP nem sequer quis "antecipar conclusões" antes da questão poder ser discutida "e de se encontrarem respostas no quadro constitucional português".

Jerónimo, acompanhado pelo cabeça de lista em Setúbal, Francisco Lopes e ainda pelo presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Vitor Proença, apelou aos trabalhadores da Cãmara - reunidos nas oficinas municipais - para que votassem na CDU. Sublinhando por várias vezes que "já aqui estivemos várias vezes", lembrou que foi sempre a CDU a "estar do lado certo" e "na linha da frente das lutas já travadas e daquelas que aí virão".

fonte:http://aeiou.expresso.pt/

publicado por adm às 22:09

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats