Eleições Legislativas 2011

Maio 26 2011

O cabeça de lista do PSD pelo Algarve, Mendes Bota, acusa candidatos socialistas de "oportunismo" por utilizarem Banco Alimentar Contra a Fome para ato eleitoral, mas o PS rejeita e classifica a acusação de "truque para agitar campanha".

"Tenho informações seguras de que o Banco Alimentar contra a Fome no Algarve anda a comunicar a diversas instituições de solidariedade social da região a junção de candidatos a deputados do PS às equipas de voluntários que irão proceder a ações de recolha de alimentos no próximo fim de semana", denunciou Mendes Bota, em comunicado de imprensa enviado hoje à comunicação social.

Para Mendes Bota trata-se de "um lamentável oportunismo eleitoralista, à custa de uma instituição respeitável" [Banco Alimentar Contra a Fome], e um abuso da "solidariedade do povo português para com os mais necessitados", em busca de "fugaz protagonismo".

O candidato social-democrata classifica de "uma grande hipocrisia", e um "abuso de confiança", seja qual for o partido iniciar um voluntariado a meio de uma campanha eleitorial.

Mendes Bota acrescenta ainda que esta crítica não se trata uma "qualquer castração de direitos cívicos".

"Foi a direção de campanha do PS Algarve que se dirigiu, por escrito, aos responsáveis do Banco Alimentar no Algarve a solicitar a inclusão de candidatos nesta iniciativa de recolha de alimentos. É, por isso, claramente uma ação de campanha e não um conjunto de iniciativas individuais", afirma.

O candidato número dois do PS pelo círculo de Faro, Miguel Freitas, classifica a acusação dos sociais-democratas como "mais um truque do doutor Mendes Bota para agitar a campanha.

"Estamos de consciência tranquila", asseverou Miguel Freitas, sublinhando que a iniciativa serve também para "dar um sinal do Ano Internacional do Voluntariado".

"Estaremos a participar na angariação de alimentos este domingo como cidadãos e voluntários e não enquanto candidatos", explicou Miguel Freitas, adiantando que não é a primeira vez que ele próprio, tal como a candidata Isilda Gomes, participam nestas iniciativas.

O cabeça de lista do PSD pelo círculo eleitoral de Faro, acusou a 18 de maio o Governo de pretender oferecer um jantar a centenas de profissionais de equipas de Cuidados Continuados no Algarve às custas dos contribuintes.

Mendes Bota afirmou que o jantar era organizado pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, cujo presidente, Rui Lourenço, integra a lista de candidatos a deputados pelo PS.

A Lusa tentou obter um comentário do cabeça de lista do PS pelo círculo de Faro, mas até ao momento não foi possível.

CCM.

Lusa/FIM

publicado por adm às 23:15
Tags:

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats