Eleições Legislativas 2011

Março 31 2011

Num discurso muito duro, Cavaco Silva frisou que o Conselho de Estado, com quem esteve reunido durante três horas, votou "por unanimidade" a dissolução da Assembleia da República.

O chefe do Estado justificou a convocação das eleições antecipadas, após a demissão do primeiro-ministro, dada a "degradação da situação política nacional". Frisou que só a ida às urnas permitirá gerar condições de "governabilidade".

Neste sentido frisou aos partidos que no "momento mais crítico da vida nacional" após o 25 de Abril se exigem entendimentos alargados de governo após as legislativas. "Vivemos uma situação extremamente grave nas contas públicas, nas contas externas, no endividamento externo e no financiamento do Estado".

O Presidente da República para falar directamente para o Governo que, no dia da reunião do Conselho de Estado, tornou pública a ideia de que, estando em gestão, não tem capacidade para pedir ajuda financeira externa. O Executivo, disse Cavaco, "não está impedido de tomar as medidas necessárias para salvaguardar o interesse nacional e o financiamento do nosso País".

Cavaco pediu ainda uma "campanha sóbria", "construtiva" e "esclarecedora. "Ninguém deve prometer o que não poderá cumprir. Não é tempo de ilusões ou falsas utopias".

fonte:http://www.dn.pt/

publicado por adm às 23:55

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats