Eleições Legislativas 2011

Maio 08 2011

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, chamou ontem a si a imagem de "coerência", em contraste com a do presidente do PSD, que agora "diz que já não governa com o PS" e a do primeiro-ministro demissionário, que chegou a garantir que não governaria com o FMI. Portas acredita que nas eleições de 5 de Junho haverá uma "surpresa" face ao número de indecisos.

 

O desabafo de Portas surgiu durante a visita à feira da Ovibeja. "Gosto de manter a coerência", insistiu , demarcando-se do PSD e do PS e apelando aos indecisos. Numa altura em que as sondagens dão bons resultados ao CDS e nenhum dos dois maiores partidos obtém maioria absoluta, no PS têm sido várias as vozes que apontam como hipótese um cenário de entendimento com os centristas. Mas do lado do CDS, a resposta é clara. "Nem queremos ouvir falar", disse ao CM um dirigente do partido. Fazer qualquer acordo com o PS significaria contrariar tudo o que se defendeu nos últimos dois anos. O tema de alianças é, aliás, um assunto a que o CDS não quer dar lastro.

Na RTP 2, no programa ‘5 para a Meia-Noite’, Paulo Portas respondeu assim sobre uma coligação pré-eleitoral com o PSD: "Eles não quiseram, probleminha deles". O programa do CDS-PP será apresentado até dia 14 de Maio.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/

publicado por adm às 20:55

Tudo sobre as Eleições Legislativas 2011
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links
Web Stats